"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina." (Cora Coralina)

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Criado-mudo Velho de Cara Nova


Era uma vez um móvel velho, todo riscado e com puxadores simples e nada bonitos. Mas com boa estrutura, com corrediças nas gavetas e que, reformado, poderia ser transformado em um móvel bonito e funcional... Não é conto de fadas, rsss. É possível sim, transformar aquele móvel horroroso que você tem em casa num lindo, totalmente novo e repaginado "móvel encantado"...

domingo, 21 de julho de 2013

Bolo decorado com Pasta Americana


Aniversário de 10 anos da Bruna! Ela queria um bolo decorado com notas musicais.




































Sabe aqueles bolos lindos de revista, que parecem impossíveis de fazer em casa? Não são. Hoje é muito fácil encontrar pasta americana branca e colorida em casas de festas. Para preparar 

é só polvilhar uma superfície limpa e lisa com açúcar impalpável e esticar a pasta com rolo de macarrão. Os detalhes podem ser cortados com forminhas de cortar biscoitos. Antes de colocar a pasta sobre o bolo deve-se passar geleia ou doce de leite em todo ele, isso servirá de cola para fixar a pasta. Usa-se água com pincel para colar os detalhes de pasta americana sobre o bolo já coberto com a pasta (colar pasta com pasta).


Depois de pronto o bolo não deve ser colocado em geladeira para não melar a cobertura.

A Marina adorou me ajudar!





Olha só a carinha da Bruna. Ela adorou o bolo!

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Jogo de banheiro - Potes para cotonetes e algodão


Olhando assim não parece que são latinhas de milho e extrato de tomate, não é? Imagine quanta coisa bonita nós podemos fazer com a reciclagem de objetos do dia a dia. É só dar uma olhada a nossa volta para perceber quanta coisa podemos transformar em vez de mandar para o lixo.
Encontrei outro dia uma latinha de milho em conserva, que era menor que as latas de extrato de tomate. Na hora pensei que seria um tamanho bom para guardar cotonetes. E realmente o tamanho é ideal.

Receita de Pão sem Glúten com Farinha de Arroz e Polvilho Doce na Máquina de Pão



Como eu havia prometido no post Receita Saudável de Pão sem Glúten feito na máquina de pão, fiz hoje a versão da receita com polvilho doce. O pão cresceu, ficou fofinho e com a casca sequinha como a do pão francês. O mesmo resultado que tive com o polvilho azedo.


Consistência da massa durante a panificação

Ingredientes (1/2 receita):

1/2 (100 ml) copo de água
3 colheres de sopa de azeite
1/2 colher de chá de sal
1/2 colher de sopa de açúcar mascavo
2 colhers de sopa de farinha de linhaça
1 ovo
1 copo (200 ml) de farinha de arroz
1/2 copo (100 ml) de polvilho doce
1/2 colhere de sopa de fermento biológico seco
1 colher de chá de CMC (comprado em casa de festas)
1 colher de chá de semente de girassol sem casca (opcional)

Obs: como esta é uma receita teste, fiz com a metade dos ingredientes. Para que o pão preencha a forma da máquina, é necessário dobrar a receita. Após a máquina parar de misturar, antes de começar a assar, eu tive que empurrar com uma espátula a massa para juntar tudo numa bola. Isso só porque era pouca massa.

Modo de Preparar:

Retire a forma da máquina de pão, coloque todos os ingredientes na ordem da receita, primeiro os líquidos e por fim os secos.

Recoloque a forma na máquina, feche a tampa, programe o ciclo ultra-rápido e a cor desejada e deixe que a máquina se encarregue do resto.

Obs: post revisado em 14.11.17






sexta-feira, 5 de julho de 2013

Receita Saudável de Pão sem Glúten feito na máquina de pão


Não tenho intolerância ao glúten, mas resolvi fazer um teste: fazer uma dieta sem glúten para ver se percebia alguma diferença no organismo. 
Logo de cara percebi como é difícil para o portador da doença celíaca encontrar alimentos no mercado. Não encontrei pão. Que horror!

sábado, 29 de junho de 2013

Ecobag: passo-a-passo



Há muito tempo eu não uso sacolas plásticas de mercado. Levo minhas sacolas de pano. Quando estão sujas é só lavar, à máquina mesmo. 

Quando esqueço de levar ao mercado, coloco as compras no carrinho, sem sacolas e sem caixas, e do carrinho para o porta-malas do carro. Em casa, pego as sacolas "esquecidas" e tiro a compra do carro. Muito simples!
Que tal fazer sua própria sacola de pano? E que tal reutilizar um material que você já tenha em casa, como as pernas daquela calça jeans que você transformou em shorts?
Desmanche a costura de uma das laterais de cada uma das pernas da calça, formando duas peças planas.


domingo, 26 de maio de 2013

Bandeja Arquivo Personalizada


Fiz esta bandeja para uma amiga "roqueira", para ficar sobre sua mesa de trabalho. Ela adora caveirinhas. É uma surpresa, mas por acaso minha chefe ficou sabendo e também quis participar da brincadeira. Foi ela quem comprou a bandeja em MDF para eu fazer.









A confecção é simples, decoupage de tecido sobre MDF.
Eu recomendo passar, com os dedos ou espátula, massa acrílica nas extremidades, para não ficar aparecendo o arrepiado da madeira e a borda ficar lisinha ao toque das mãos.












Para a colagem, passe cola gel com pincel. Coloque o tecido e deslize uma régua, principalmente na parte interna e cantos, para o tecido aderir bem ao MDF, evitando bolhas ou rugas. Depois da secagem da cola, use uma lixa meio grossa ou lixa de unhas, sempre no mesmo sentido, nas quinas da bandeja para desgastar o tecido. Tire o pó e passe termolina leitosa sobre o tecido para impermeabilizá-lo. Pinte as bordas com tinta a base de água, numa cor que combine com o tecido e depois da secagem, verniz acrílico.
  

Ficou linda, não? Imagine onde mais eu encontraria um presente assim, tão peculiar? E não é maravilhoso poder fazer um presente personalizado e único? Tenho certeza que minha amiga vai adorar!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Caixas de embalagem viram lindas caixas para relógios e objetos


Vivemos numa época em que se fala muito em reciclagem, redução do lixo urbano e a relação disso tudo com o aquecimento global e suas consequências para a continuidade da existência humana... Mas e aí, você está fazendo a sua parte? Tem gente que está.

sábado, 18 de maio de 2013

Bodas de Ouro: Lembrancinhas e almofada porta-alianças

Estas lembrancinhas e almofada eu fiz para as Bodas de Ouro dos meus sogros. Foi uma cerimônia linda e emocionante. Minha sobrinha Bruna foi quem levou as alianças. Uma princesinha!!!





As lembrancinhas são muito fáceis e não são exclusivas para Bodas de Ouro. Numa cerimônia de Bodas de Prata, por exemplo, use tule e fitas na cor prata. Para fazer, recorte um quadrado de 20 cm x 20 cm de tule branco e outro de tule dourado. Disponha o quadro de tule branco sobre o dourado e no centro, 5 amêndoas. Faça uma trouxa e amarre com fitas douradas. Dê um toque especial colando um botão de rosas no centro do laço.



Para a almofada, recorte dois retângulos do tamanho de um papel sulfite. Sobreponha os dois retângulos, um sobre o outro, direito sobre direito, e costure à máquina, nas bordas do tecido. Deixe uma abertura para colocar a fibra siliconada. Depois de preencher a almofada com a fibra, feche, com pontos à mão a abertura. Reserve. Franza a renda, à mão, com linha dupla e agulha. Pregue a renda, com pontos à mão ao redor da almofada. Faça um acabamento, no encontro da renda com a almofada, com cordão de São Francisco. Agora faça um laço com fitas, aplique rosinhas de tecido e deixe duas pontinhas de fio dourado para amarrar as alianças. Pronto, não ficou divino?










domingo, 12 de maio de 2013

Caixas de embalagens que viram Caixas de Decoração e Organização

Sabe aquela caixa que embala os produtos que você compra ou ganha de presente e que normalmente vai para o lixo? Ela pode ganhar nova utilidade. Você pode transformá-la em uma linda caixa organizadora ou manter a mesma utilidade, mas como uma roupagem mais atraente.






Depois
Reciclei esta embalagem a pedido do meu cunhado que a usava para transportar taças de vinho em pequenas viagens. Ele havia guardado a embalagem das taças que comprara, pois ela era muito prática e segura para transportar as taças. Só faltava um upgrade no visual.


Antes

Trabalhei com papel para decoupagem (semelhante ao papel de presente); cola para papel; betume colors, para dar o aspecto envelhecido e verniz acrílico. Espero que ele goste. Eu adorei!



 

terça-feira, 16 de abril de 2013

Organizando o Hall de Entrada

Para um hall de entrada pequeno, que não comporte sequer um móvel, não seria uma boa colocar uns ganchinhos bonitinhos para pendurar bolsas e chaves?








Veja esta ideia: um porta chaves e correspondências sobre um porta bolsas e casacos.






A pintura efeito madeira sobre MDF é muito fácil de fazer. Usei betume collors, com pincel largo e macio, direto sobre o MDF, sem passar o fundo branco na peça. Após a secagem lixei no mesmo sentido para imitar os veios da madeira.Para a decoupagem eu utilizei papel para decoupagem. Se preferir, poderá utilizar papel de presentes. Como a folha de papel era grande e o desenho todo era bonito, eu risquei o formato da área que eu iria colar o papel e recortei uma folha de sulfite como molde (veja na figura abaixo). Assim pude movimentar o sulfite e escolher o melhor ângulo da figura para recortar.


A colagem segue o mesmo processo da decoupagem com guardanapo. Como o papel é mais grosso, eu molhei um pouquinho para facilitar a colagem e evitar as bolhas de ar. Passei cola gel para decoupagem na peça, posicionei o papel e sobre ele coloquei um plástico transparente. Alisei por cima do plástico para proteger o papel e sempre de dentro para fora para tirar as bolhas de ar que vão se formando.


Obs: post revisado em 15.11.17

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Recuperação de Quadro - Óleo sobre Tela



Depois
Antes



Em 1987 em pintei meu primeiro quadro, óleo sobre tela. Na época até que eu achei bonitinho.

Considerando a idade dele, posso dizer que ele ficou muito mais tempo guardado do que na parede. Com o tempo e devido a pressão que sofreu de outros objetos que estavam sobre ele enquanto esteve na prateleira, a pintura ficou toda trincada e já estava na hora de fazer uma doação.







Um dia desses resolvi recuperar a tela e a moldura.

Limpei e lixei bem tela e moldura, isolei com fita crepe o paspatur e pintei novamente a tela. Desta vez usei tinta acrílica para tela. O paspatur eu revesti com algodão cru. Usei um peça só de tecido, sem deixar emendas. O passo a passo para a colagem do tecido pode ser visto no post Escrivaninha em MDF com efeito madeira e aplicação de tecido.


Por fim, pintei a moldura com pasta metálica Goldfix na cor ouro rico. Gostei tanto do resultado, que hoje ele fica no hall de entrada da minha casa.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Porcelana pintada à mão by Rosangela Renosto





Meus queridos!

Compartilho com vocês mais um pouco do meu trabalho.
Estas são algumas das muitas peças de porcelana que já pintei. Muitas são as que estão decorando a casa de alguém.
Este é um trabalho que exige maior dedicação, habilidade e infra-estrutura, como um forno especial, que só convém ter, pelo alto custo, quem faz dessa arte um ofício.


A porcelana é como uma tela de pintura, mas muito lisa, que não oferece nenhuma resistência ao deslize do pincel, por isso as pinceladas têm que ser muito leves, se não, ao mesmo tempo em que o pintor dá a pincelada na peça, a tinta fica toda no pincel, sem deixar marcas de pintura na porcelana.


A técnica da pintura em porcelana não é nada convencional. Desde o preparo da tinta até a secagem. A tinta é um pó, de vidro, que só estará pronta depois de misturada a um óleo especial. Feito isso, deve-se mantê-la em local bem fechado para protegê-la de pó. A tinta fica molhada e permanece assim após a pintura. Tanto que antes de queimada, se alguém passar o "dedo" a tinta sai totalmente. Só depois de queimada, em forno próprio, a pintura estará pronta e a peça poderá ser lavada normalmente que não danificará a pintura.



São muitas as opções de peças para pintura, como vasos, potiches, moringas, rechauds, baleiros, miniaturas, peças de bijuterias, jogos de jantar, chá, café, etc. Muitas também são as técnicas e as tintas de efeitos, como vitral, ouro, etc.
























Banco Plástico Reciclado









Olá, pessoal!

Aos poucos estou voltando...


Sabe aquele banco velho, de plástico, todo riscado e encardido que você tem em casa? Você pode transformá-lo num baco novo e estiloso, usando tecido.






Isso mesmo, você vai precisar de:

tecido de algodão,
primer (se o banco for de madeira dispense o primer),

cola para tecido,

rolinho de espuma,

tesoura e

termolina leitosa.




Limpe bem a peça, passe primer com o rolinho e deixe secar.

Passe a cola também com o rolinho e, enquanto esta estiver molhada, distribua o tecido de forma que cubra toda a peça. 






Ficará mais fácil se você for passando a cola por partes. Mesmo assim distribua o tecido para que no final não fique faltando em nenhuma parte.








Vá esticando o tecido para não formar bolhas. Nos cantos você vai precisar fazer umas pregas e, na parte interna, dar alguns piques com a tesoura para dar um melhor acabamento. Depois de seco passe termolina leitosa para impermeabilizar o tecido.



É um pouco trabalhoso, mas o resultado vale à pena.






Artesanato em MDF

Olá!
Este trabalho é bastante simples e pode ser feito em outras peças, como caixas e baús.



Você vai precisar de uma peça em MDF, juta, cola para tecido, primer, betume colors,  passadeira em metro, tesoura, pincel e cola de silicone ou como esta da foto.







Passe a cola para tecido na peça de MDF e cole a juta. Depois de cortar as tiras da passadeira no tamanho desejado, passe cola nas duas partes, na tira da passadeira e no MDF. Aguarde até a cola ficar mordente e aplique no local, pressione com as mãos. 



Aguarde secagem e passe primer sobre a passadeira (este procedimento é necessário, pois a passadeira é de material sintético. Se não o fizer a tinta que será passada por cima não vai grudar). Após secar, aplique o betume colors para envelhecer. 





Postagens mais visitadas nos últimos dias

Follow by Email