"Feliz aquele que transfere o que sabe
e aprende o que ensina." (Cora Coralina)

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Aparador renovado!

Acreditem, é o mesmo móvel. Foi lixado, recebeu as técnicas de douração em metal nos puxadores, decoupagem e aplicação de relevo com estêncil nas portas e pintura imitando madeira em toda a peça.

Antes e Depois



Aparador finalizado


Material necessário:

Tinta betume colors nas cores mohogany, marrom café, peroba e verde oliva
Tinta acrílica dourada, ref. 101, Daiara
PrimerPasta metálica Goldfix na cor ouro rico
Cola para decoupagem
Papel para decoupagem
Esponja velha de lavar louças
Saco plástico fino como os de congelar alimentos
Estêncil
Massa acrílica


Nas portas passei primeiro um fundo com a tinta dourada. Depois de seco dei pequenas batidinhas com uma trouxinha de esponja, com as tintas verde oliva e peroba, mas sem esconder o fundo dourado. 



Detalhe da pintura com betume colors sobre a base com tinta dourada e
com os pequenos toques de cor

Depois da peça seca passei uma demão de tinta marrom café e em seguida, com a tinta ainda molhada, apliquei o saco plástico, amassado, sobre toda a peça, sem esfregar, rolando o bolo amassado de plástico sobre a peça. Esta técnica também é conhecida como falso couro. Já estaria lindo só assim. Mas além desta etapa, fiz arabescos com massa acrílica e estêncil e por cima apliquei a pasta dourada. 

Resultado após aplicação do saco plástico amassado sobre o Betume Colos ainda molado

Ainda apliquei o papel para decoupagem no centro das portas. A técnica da decoupagem está no post "Decoupage fácil - passo a passo". Nos puxadores, apliquei primer, com pincel, esperei secar e apliquei a pasta dourada. Depois de tudo pronto, finalizei com verniz acrílico aplicado com o rolo de espuma.
Ficou MARAVILHOSO! Eu amei!!!

Baú em falsa Marchetaria


A arte da Marchetaria consiste em incrustar pequenos recortes de madeira numa superfície também de madeira, formando desenhos contrastando em cor e textura e mantendo a superfície lisa, sem relevos. 


Material necessário:
Tinta Betume Colors nas cores chocolate e marrom café
Tinta acrílica nas cores marfim e terracota
Fita adesiva
Pinceis e rolo de espuma
Verniz acrílico
Lixa fina para madeira
Estêncil
Saco plástico fino

Para imitar o efeito da marchetaria, risquei com um lápis, na madeira crua, as faixas de madeira e delimitei com a fita adesiva. Não passei fundo claro na peça. Pintei com o pincel as faixas imitando a madeira escura, sempre no mesmo sentido.








  Para dar o efeito de rádica, pintei o centro da peça com tinta acrílica marfim, esperei secar e passei por cima a terracota. 





Enquanto esta estava molhada amassei o saco plástico e apliquei sobre a pintura sem esfregar, girando o bolo de plástico amassado por toda a área. É a mesma técnica do falso couro. Depois de seco, usei o estêncil e fiz arabescos com a tinta marfim.



Finalizei toda a peça com verniz acrílico.











Caixas Organizadoras




Olá Pessoal!
Fiz umas caixas lindas com aplicação de tecido em madeira para organizar as coisas no meu quarto.


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Bandeja com pintura efeito Madeira - Passo-a-passo

Eu adorei este betume colors, dá pra notar, não é? Fiz esta bandeja e preparei um passo-a-passo com fotos para facilitar o entendimento. O material e a técnica são os mesmos do post "Caixa que vira Mesa". 


Bandeja em MDF com pintura efeito madeira





Depois do fundo, passe o betume com o pincel nos cantos, onde a esponja não vai chegar. Eu usei a esponja, mas pode ser usado paninho ou mesmo o pincel


Detalhe da palheta de cores do Betume Colors e do Gel Matizador
Molhe a esponja no gel e nas tintas e passe na peça formando o desenho de madeira, como na foto ao lado. Como se está usando o gel, pode-se fazer várias tentativas, caso não fique bom, pois a tinta demora mais a secar.



 




sábado, 20 de outubro de 2012

Caixa que vira Mesa

Gente, esse betume Colors é bom demais!!!
Vejam só esta caixa em MDF, ficou parecendo madeira nobre.




Para fazer, você vai precisar de: 


Tinta acrílica para fundo, eu usei a cor salmão;
Esponja de cozinha, para passar o betume (usar do lado amarelo);
Betume Colors na cor tabaco e castanho claro;
Gel para Matizar;
Pincel para os cantos (só vai precisar do lado de dentro da caixa);
Rolo para passar o fundo e o verniz;
Verniz acrílico.





Passe só uma mão do fundo com o rolo. Eu não lixei a peça, pois o MDF era bem lisinho. Caso seja necessário lixar, lixe somente depois da primeira demão e se necessário, dê mais uma mão da tinta de fundo.

Depois de seco passe o betume com o gel de matizar. O gel retarda um pouco a secagem, o que dá mais tempo para fazer os desenhos da madeira. Caso não goste do desenho que se formou, é só passar a esponja e fazer novas tentativas. 






Depois de seco, passe o verniz com o rolo. Deixe secar e está Pronto. A caixa virou uma linda mesa de canto para dar apoio ao sofá. No seu interior você poderá guardar revistas, livros, brinquedos, e o que sua imaginação e necessidade mandar. 




domingo, 7 de outubro de 2012

Escrivaninha em MDF com efeito madeira e aplicação de tecido

Esta escrivaninha eu fiz para o quarto da minha filha Marina. Isto me faz lembrar que tenho que pensar em alguma coisa para fazer para o quarto da Amanda.



Material necessário:

Termolina Leitosa
Tecido 100% algodão
Cola branca
Tinta acrílica branca
Betume colors na cor chocolate
Verniz acrílico brilhante
Puxador de Metal
Lixa para madeira fina





Pintei toda a peça com a tinta acrílica branca, primeiro com pincel e em seguida, usei o rolo para não ficar as marcas das pinceladas. Foram 3 demãos de tintas, e a cada vez, depois da peça seca, passei lixa fina para deixar a superfície lisa. Lembre sempre de tirar o pó.





No tampo passei uma demão da tinta branca e depois de seco e lixado, com o pincel, usei betume colors na cor chocolate com pinceladas sempre na mesma direção. Para dar o efeito de madeira, com a tinta ainda molhada passei uma trouxinha de malha, também seguindo o sentido das pinceladas, imitando os veios da madeira. Pode-se usar direto a malha, sem o uso do pincel.





Para as partes em tecido, cortei o tecido deixando uma margem em volta. Pintei todos os recortes de tecido com a termolina, deixei secar e cortei exatamente nas dimensões necessárias. Deixei para cortar depois da termolina para o tecido não desfiar nas extremidades. Passei a cola no local, usando o rolinho. Ajeitei o tecido no lugar e passei a régua para não deixar bolhas de ar. Depois de seco passei novamente a termolina para impermeabilizar o tecido.

Finalizei dando 2 demãos de verniz acrílico em toda a escrivaninha, sobre as partes brancas, madeira e tecido e coloquei os puxadores. Ficou maravilhosa, nem eu imaginava que ficar tão bonita. E vocês, o que acharam?


Detalhe das gavetas revestidas internamente por tecido






domingo, 23 de setembro de 2012

Baú com Betume Colors, Carimbos e Estêncil

Este baú eu fiz para guardar revistas. Usei várias técnicas e sem passar o tradicional fundo branco. Por dentro passei uma camada de betume colors na cor cereja Passei o pincel sempre no mesmo sentido imitando os veios da madeira e para dar um efeito de pátina.


Na base do baú, fiz um esponjado com uma trouxinha de malha. Fui mesclando as cores e deixando as extremidades mais escuras que o centro.




Depois de seco, apliquei a técnica do carimbo e do estêncil. Para o carimbo é necessário uma base reta como um vidro. Você faz uma pintura no vidro, com o pincel ou rolo, e sem encharcar, deixando o mais uniforme possível. Em seguida coloca o carimbo em cima desta pintura, sem esfregar, apenas fazendo uma pressão com as mãos para que o carimbo pegue bem a tinta. Aplique o carimbo na peça, no meu caso o baú, sem esfregar. O carimbo não pode mudar de lugar senão vai borrar. Pode repetir mais uma vez sem aplicar na tinta novamente, mas vai ficar mais claro.
Detalhe da parte interna do baú, pintada com betume colors cereja

Eu usei vários carimbos e com várias cores, inclusive dourado. Usei também o estêncil em algumas partes da base e na lateral da tampa.

Na parte superior da tampa fiz uma pátina. Pintei com o pincel uma camada de betume colors cereja e depois de seco uma camada de tabaco. Enquanto o tabaco ainda estava molhado eu passei um pedaço de malha, como se estivesse limpando algumas partes, dando um efeito de madeira. O detalhe ficou por conta do puxador que improvisei usando peças para bijuteria.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Futon Fácil - passo-a-passo

É muito fácil fazer um futon!
O futon original é um colchão japonês no início usado apenas por massagistas, mas atualmente é um item de decoração moderno, versátil e confortável. Você pode transformar uma almofada velha ou sem uso em futon ou fazer um novo. Pode ser feito com recheio de espuma ou manta acrílica ou de algodão.





Eu fiz dois futons para o quarto da Marina, minha filha, usando espuma e uma camada de manta acrílica por cima para ficar mais fácil fazer os pespontos à mão.


Detalhe da espuma revestida com a manta acrílica 



Espuma encapada com a manta acrílica, presa com alinhavos

Para um futon quadrado, com 45cm de lado (tamanho da espuma), corte dois quadrados de tecido medindo 48cm de lado, 4 retângulos de 10cm x 48cm.




Costure as peças formando a almofada e deixe um dos lados aberto para inserir a espuma ou costure um zíper na abertura. Recheie a almofada com a espuma e feche a abertura com pontos a mão ou apenas feche o zíper. 

Detalhe da costura do tecido cortado, direito sobre direito




Almofada pronta antes dos pespontos


Faça os pespontos com agulha grande e linha dupla para pesponto pegando de uma face a outra da almofada, nas extremidades, e com pontos grandes de aproximadamente 2 cm de extensão. Por fim, puxe quatro pontos no centro da almofada (opcional). Seu futon já está pronto.




Na foto abaixo são dois colchões. Fiz a capa da mesma forma como no futon de almofada usando zíper para poder retirar e lavar, e fiz pespontos só nas laterais. Quando for lavar terei que desmanchar os pespontos. Não fiz os pontos puxados no centro e o recheio usei apenas o colchão.


Obs: post revisado em 10/11/2017

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Arte e Reciclagem


Reciclar é uma arte! Há alguns anos talvez eu não julgasse tão importante o comportamento dos meus pais em relação ao consumo. Mas hoje vejo como eles sempre estiveram certos e como seria importante que mais pessoas agissem como eles. Meus pais sempre praticaram os 5 R (reduzir, recusar, repensar, reutilizar e reciclar) e sempre abominaram o desperdício.


Neste final de semana prolongado estive com eles e aproveitei para fotografar algumas artes da minha mãe. Reparem neste cachepô, é um balde de tinta que ela fez decoupage. Como a peça é de lata, foi necessário passar o primer para fazer a pintura acrílica e colar o guardanapo.



Este outro cachepô é um pote de sorvete que minha mãe também fez decoupage. Que criativa! A técnica foi a mesma utilizada no baldinho de tinta. Ficou igualmente lindo!

O cachepô com a orquídea é uma caixa de panetone de cabeça para baixo que ela abriu e forrou com papel para decoupage. Poderia ser usado papel de presente comum, o efeito seria o mesmo.


Este cesto é um daqueles produzidos pelos índios, que são vendidos na beira da estrada. Normalmente têm a palha clara com umas partes coloridas de vermelho, verde e azul. Minha mãe envelheceu com betume. Ficou lindo!



Potinhos de geléia podem ter outra utilidade, como na foto ao lado. Minha mãe utilizou a técnica da decoupage e transformou em potes para condimento.

sábado, 4 de agosto de 2012

Decoupagem fácil - passo-a-passo

Como eu havia prometido, fiz um trabalho com decoupagem de uma forma fácil, que qualquer um pode fazer.



Você vai precisar de cola para decoupagem, guardanapo para decoupagem, pincel, rolo, saco plástico e verniz acrílico. Para a decoupagem na madeira, primeiro é necessário passar uma demão de tinta à base d’água na cor branca. É importante o fundo branco para não alterar a cor do papel. Para a decoupagem em vidro ou plástico, como no caso das escovas de cabelo, deve-se passar uma demão de Primer.




Passe uma demão grossa de Primer com o pincel e em seguida use o rolinho para tirar as marcas do pincel. Deixe secar antes de passar a cola para decoupage. Se for fazer a decoupagem em madeira, não use o Primer, em seu lugar use a tinta branca para fundo.

O guardanapo tem três camadas, que devem ser separadas e só a que tem o desenho deve ser usada. Por ser fininho e delicado, a maior dificuldade é não deixar o papel enrugar ou rasgar, a dica que eu vou ensinar, aprendi com minha mãe, que, aliás, faz coisas lindíssimas. Para alisar o papel e tirar as possíveis bolhas sem deixar que o papel rasgue, usamos um plástico comum (pode ser um saquinho aberto, daqueles usados para colocar as frutas no supermercado) e alisamos do centro para as extremidades.




Corte o papel no tamanho desejado, passe a cola com o pincel sobre a peça e coloque o papel com cuidado. 



Coloque o plástico sobre o papel e alise com as pontas dos dedos, do centro para as extremidades. Retire o plástico e olhe o resultado. Se for necessário recoloque o plástico e repita o processo. 




Depois do papel colado, passe uma demão da cola por cima do papel. Após a secagem, finalize com o verniz.





Ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários. Abraços a todos e até a próxima.


Obs: post revisado em 16.11.17

terça-feira, 31 de julho de 2012

Porta-jóias Prata

Este porta-jóias primoroso eu fiz com a ajuda da minha filha Marina. Ela queria uma peça elegante e refinada para colocar sobre o seu criado-mudo.





Escolhemos uma peça em gesso, por ser mais elaborada. A pintura base foi normal. Tinha a base de água com fundo branco, depois na cor escolhida, azul piscina.

Marina linda me ajudando!


Euzinha "fazendo arte"!



Os detalhes ficaram por conta da decoupagem com guardanapo e da folheação a prata nas partes em relevo.

Ficou M A R A V I L H O S O!!!

A técnica de aplicação das folhas de prata eu já expliquei no post da restauração de lustre antigo. Para o decoupagem estou preparando um passo a passo para postar (já fiz, rss, clique aqui).
Mas qualquer dúvida que tiverem quanto à execução, perguntem.
Até a próxima.

domingo, 8 de julho de 2012

Porta-joias Dourado - passo-a-passo


Fiz este porta-joias para minha filha Amanda organizar suas bijuterias. Comprei uma caixa com divisórias e tampa com dobradiças. Desparafusei as dobradiças para poder fazer cada peça separadamente. 





O material que utilizei foi: tinta acrílica branca para fazer o fundo; lixa para madeira; gravuras e guardanapo para decoupage, cola para decoupage; goma laca indiana; Siq Floc e Siq Cola de contato para fazer o acabamento aveludado por dentro da peça; tinta PVA na cor da flocagem; dois tons de tinta PVA dourada; massa acrílica; estencil; pasta ouro Corfix número 245; verniz acrílico; secador de cabelo para acelerar a secagem entre cada etapa do trabalho; rolo de espuma e pincéis da marca Tigre - Sint. Suave e Konex, são ótimos.

Primeiro distribua as figuras sobre a peça e veja a melhor posição. Tire uma foto para se orientar. 





Depois passe o fundo na peça. Eu usei pincel largo e passei por cima o rolinho. Acho melhor fazer desta forma do que passar o rolo na tinta e pintar diretamente com o rolo. O rolo serve para tirar as marcas do pincel. Se for necessário, lixe a peça. Cole as figuras. 





Detalhe após fundo branco, colagem das figuras e aplicação do carimbo 

Eu passei cola para cada figura de cada vez. Coloquei com cuidado a figura e por cima coloquei um plástico para poder pressionar sem rasgar o papel. Pressione de dentro para fora com as pontas dos dedos para tirar as possíveis bolhas de ar e rugas que possam se formar. Eu fiz a técnica de carimbo, que tem mais detalhes no post Baú com Betume Colors, Carimbos e Estêncil.

Depois das figuras secas use goma laca indiana para dar um efeito envelhecido. 

No centro da peça eu fiz um relevo com estêncil e massa acrílica, como já expliquei na restauração de móveis. Depois passei ouro em pasta com pincel sobre o relevo.





Por dentro da peça passe tinta da cor da flocagem com pincel. Depois passe a cola para flocagem rapidamente e derrame o Siq Floc. Dê batidinhas como quando unta uma forma de bolo com farinha. Este passo tem que ser rápido, pois a cola seca rápido.

Depois de distribuída a flocagem deve-se aguardar a secagem natural, umas 12 horas. Depois disso, vire a peça para baixo e dê novamente batidinhas, dessa vez para cair o excesso. Eu coloquei uma tampa grande de plástico e limpa em baixo da peça para que

o excesso de flocos caísse sobre ela. Assim pude guardar o que sobrou.





Nas bordas das peças internas passe pasta ouro com os dedos para dar acabamento.





A base externa eu pintei com tinha dourada clara, e os pés e a borda da tampa com tinta dourada mais forte, para destacar. Colei um espelho por dentro da tampa e pronto. Gostaram?




Postagens mais visitadas nos últimos dias

Follow by Email